Artigo: Gerir o teu dia-a-dia em alta performance

Mídia:

Gerir o teu dia-a-dia em alta performance

Repensar o dia-a-dia e a produtividade é um tema de atualidade reforçada pelos momentos em que vivemos.

As minhas semanas são intensas em palestras, formações online, sessões de Business coaching e mentoria, exercício físico, meditação, escrita criativa, participação em grupos de trabalho, desenvolvimento de vários projetos em simultâneo. Estes têm sido os meus desafios para equilibrar o Eu pessoal e o Eu profissional num malabarismo constante que exige foco, disciplina, compromisso e que contempla insucessos e correção, recompensas e recuos.

E as tuas semanas? Como tem sido conseguir ser o atriz/ator principal numa vida de desafios constantes? Sei que este é um tema que te diz muito, assim como a mim.

Podemos e devemos usar metodologias comprovadas para nos ajudar a rentabilizar o tempo e aumentar a produtividade numa lógica de criar hábitos e compromissos de alta performance e não processos que te desgastem e conduzam ao cansaço.

Por isso, esta semana partilharei contigo dicas e estratégias para te ajudar nesta jornada de gerir o teu dia-a-dia rumo a uma performance invejável.

São 4 os pilares que iremos implementar em conjunto. Concordas?

Aceitas o desafio de mudar algo que te incomoda, preocupa ou que ainda não está no patamar que desejas?

Então, aqui vai a minha proposta:


1 – Criar rotinas sólidas (como rochedos perto do mar)

Este é o tema basilar de qualquer nova abordagem para criação de rotinas sólidas com estrutura que te permitem ganhar ritmo e alcançar objetivos no teu dia a dia. Tudo se passa numa lógica de consistência, persistência e, claro está, com alguma inspiração.

O primeiro desafio desta abordagem é retirar o espaço cinzento existente entre o que temos que fazer e o que queremos fazer. A obrigação e a ambição podem ficar perdidas no meio de muitas solicitações vindas de todos os lados, se o percurso não estiver bem definido.

Nova semana, novos desafios!

#1 Traça os teus objetivos com base naquilo que é mais importante para ti, para o teu projeto, para o teu propósito e depois aqueles aos quais tens que responder obrigatoriamente, isto é, primeiro avança o trabalho criativo, seguido do trabalho reactivo (ex. Emails pouco importantes, mensagens de redes socais dos vários grupos em que estás inserido,…)

#2 Arranca o dia a garantir que tens a energia necessária, depois limita o número de tarefas a entrar nesse dia, registando todos os compromissos contigo e com todos os outros, no âmbito profissional e pessoal.

#3 Define tempos de início e fim, e sempre que estás a perder ritmo agarra de novo tarefas que te sejam mais criativas.

“80% do sucesso é aparecer ou seja, é fazer” Woody Allen

Woody Allen fez 50 filmes em aproximadamente o mesmo número de anos. Este é o poder da concretização! Como fazer, quando fazer, e onde aparecer é o mais importante na execução e concretização das suas estratégias.

#4 Treina e faz com regularidade, a repetição e frequência permite aumentar a produtividade, aumenta o à vontade, o alinhamento com as tarefas, a forma como melhoras a tua performance

“Somos aquilo que repetidamente fazemos. A Excelência não é um feito, mas um hábito!” Aristóteles

#5 Avanços e Pausas, alterna o ritmo de execução, usa a técnica “Pomodoro”, 25 minutos intensos de trabalho produtivo, 5 minutos para repor a energia.

#6 Estados de espírito não podem ser o teu motor de arranque, faz independentemente de te apetecer ou não, calibra a qualidade da execução a seguir, na próxima execução, se for necessário.


2 – Dominar as Ferramentas (em vez de serem elas a dominarem-te a ti)

Este é o tema basilar de qualquer nova abordagem para criação de rotinas sólidas com estrutura que te permitem ganhar ritmo e alcançar objetivos no teu dia a dia. Tudo se passa numa lógica de consistência, persistência e, claro está, com alguma inspiração.

O primeiro desafio desta abordagem é retirar o espaço cinzento existente entre o que temos que fazer e o que queremos fazer. A obrigação e a ambição podem ficar perdidas no meio de muitas solicitações vindas de todos os lados, se o percurso não estiver bem definido.

Nova semana, novos desafios!

#1 Traça os teus objetivos com base naquilo que é mais importante para ti, para o teu projeto, para o teu propósito e depois aqueles aos quais tens que responder obrigatoriamente, isto é, primeiro avança o trabalho criativo, seguido do trabalho reactivo (ex. Emails pouco importantes, mensagens de redes socais dos vários grupos em que estás inserido,…)

#2 Arranca o dia a garantir que tens a energia necessária, depois limita o número de tarefas a entrar nesse dia, registando todos os compromissos contigo e com todos os outros, no âmbito profissional e pessoal.

#3 Define tempos de início e fim, e sempre que estás a perder ritmo agarra de novo tarefas que te sejam mais criativas.

“80% do sucesso é aparecer ou seja, é fazer” Woody Allen

Woody Allen fez 50 filmes em aproximadamente o mesmo número de anos. Este é o poder da concretização! Como fazer, quando fazer, e onde aparecer é o mais importante na execução e concretização das suas estratégias.

#4 Treina e faz com regularidade, a repetição e frequência permite aumentar a produtividade, aumenta o à vontade, o alinhamento com as tarefas, a forma como melhoras a tua performance

“Somos aquilo que repetidamente fazemos. A Excelência não é um feito, mas um hábito!” Aristóteles

#5 Avanços e Pausas, alterna o ritmo de execução, usa a técnica “Pomodoro”, 25 minutos intensos de trabalho produtivo, 5 minutos para repor a energia.

#6 Estados de espírito não podem ser o teu motor de arranque, faz independentemente de te apetecer ou não, calibra a qualidade da execução a seguir, na próxima execução, se for necessário.


3 – Aumentar o Foco (neste universo cheio de distrações)

#1 Quando falamos em foco queremos certamente aperfeiçoar a nossa atenção para executar algo que é realmente importante nos nossos projetos pessoais ou profissionais.

#2 Trabalhar o foco exige agendar atempadamente as tarefas, metas e objetivos o que te permite ter um pensamento criativo enquanto realizas blocos de concentração diária.

Começa com pequenos blocos e vai aumentando o tempo que dedicas às tuas tarefas principais. A tua mente vai tentar enganar-te e distrair-te! Não permitas! Se no meio de um blog de tempo tiveres a tentação de ir às redes sociais, começa o teu bloco de tempo de novo!

Metade da batalha é fazer, a outra metade é combater as distrações.

#3 Muda de local, se aquele onde estás a trabalhar não funciona contigo, cria o teu contexto produtivo, isto faz toda a diferença para te sentires bem. Eu nunca começo a trabalhar sem ter flores ou plantas por perto, uma vela acesa ou algum elemento/peça que seja especial para mim. A minha energia aumentará com estes pequenos, porém enormes, pormenores.

#4 Elimina o Multitasking do teu dia a dia. Se queres ser realmente produtivo, trabalhar em alta performance, é necessário fazeres escolhas, por importância e prioridade para os teus projetos principais.

#5 Concentre-se nas tarefas principais o mais cedo possível no seu dia, a capacidade de resistir Às distrações diminui ao longo do dia.

#6 Regista os teus progressos, por pequenos que sejam, torna-os visíveis para que o teu cérebro perceba a evolução, a conquista.

“Não é basta estar ocupado, (as formigas também estão) temos que perguntar: “Estou ocupado com o quê?”” Henry David Thoreau


4 – Estimular criatividade (a tua mente criativa)

A tudo isto queremos acrescentar paixão, intenção criativa, descobertas, novos insights. Só assim podemos combater alguns laivos de monotonia e acrescentar criatividade e personalização a tudo o que fazemos.

Ainda faz pouco tempo, estava eu a discutir com a minha filha, a Madalena, esta situação comum de fazermos o que tem que ser feito e por vezes surgir aquele carácter de obrigatoriedade, mesmo quando fazemos porque escolhemos e adoramos o que fazemos. Fiquei a pensar sobre esta tema, pois é, muito pertinente e pode condicionar a nossa motivação.

A resposta surge quando pensamos em associar blocos criativos, intervalos diferenciados, quando garantimos que existe espaço para momentos reveladores, brincadeiras, espaços de descontração que criarão um novo impacto nos nossos afazeres diários.

#1 Pausa com música, bebe o teu café ou chá ao som da tua música preferida e mexe-te. Sim 10 minuto s de pausa dão para isto, e, já sabes, nas vais às redes sociais nesse intervalo.

#2 Abre mão do perfeccionismo, na busca da perfeição perdes a possibilidade de olhar para outras formas criativas para resolver a mesma questão. Quantas vezes trabalhas objeções do teu cliente através única e exclusivamente da argumentação. Tenta simplificar primeiro, percebê-lo primeiro, dar-lhe razão, entendê-lo “pelos sapatos dele” e depois argumenta com soluções criativas.

#3 Pratica a criatividade desnecessária – sê autêntico, genuíno, verdadeiramente conectado com o teu propósito e missão e adequa as tuas ações a isso mesmo. Num dos meus workshops alguém comentou: “Marina, só sei conquistar os meus clientes quando começo a nossa relação com um convite para tomar café, agora não o posso fazer e estou bloqueada, sinto tanta falta de poder estar fisicamente com os meus clientes, isto online não é a mesma coisa.” Se esta minha cliente estivesse a praticar a criatividade desnecessária poderia ter pensado em quantas outras formas pode tomar café com o seu cliente, como por exemplo, enviar um kit de café, chá,… para casa dele com uma cápsula, uma saqueta, um bombom ou uma bolacha, um convite para se encontrarem numa sessão online e tomar esse café em conjunto. E quem fala em café, pode falar em qualquer outra oportunidade de oferecer e degustar em conjunto, estreitando relações, criando laços mais fortes, percebendo oportunidades e, claro, apresentado soluções diferenciadas e criativas para atingir os nossos objetivos delineados.

#4 Desbloquear, quando bloqueias! Sempre que te sentes num beco sem saída com uma tarefa será necessário parar, mudar a tarefa, dar tempo para se afastar temporariamente e voltar de novo de seguida. Afastar permite a sua mente criativa encontrar outras soluções.

#5 Quando bloqueias, pensa nesses momentos como formas de avaliar o que ainda te falta aprender ou treinar sobre o assunto. Aproveita para melhorares as tuas competências e capacidades em vez de ficares agarrado a crenças limitadoras que não te fazem prosseguir. Constrangimentos, obstáculos, questões por resolver são vantagens e oportunidades para cresceres.

#6 Torna-te perfeito em encontrar novas abordagens, aquelas mais criativas, as que te diferenciam no mercado e na vida. Se sentes receio porque não é habitual ser feito dessa maneira, não te preocupes pois as melhores ideias não existiam até serem criadas.

Estes são os teus próximos desafios na gestão do teu dia a dia de forma produtiva e criativa. Alguém disse que era fácil? Pois, então, é hora de pôr mãos à obra e fazer acontecer!

Etapa a etapa, pessoa a passo rumo aos teus sonhos, resultados e a uma versão melhorada de ti!

A vossa,
Marina Ferreira



Pronto para mudar a sua vida?

  Av. D João II, nº 50, 5º Piso Parque das Nações
1990-095 Lisboa

geral@marinacoaching.pt

 +351 934 601 977